News

Estudos revelam elevado potencial das reservas geológicas do país

As reservas geológicas de Angola estão estimadas em 1,18 mil milhões de metros cúbicos concentrados em vinte  áreas das províncias de Benguela, Namibe, Huambo e Huíla.

 

Está actualmente em curso um processo de mapeamento das principais zonas de exploração geológica do país que pretende actualizar a informação existente e complementá-la com a  sinalização de novos locais com potencial exploratório.

Isto mesmo foi afirmado pelo Director Técnico do Instituto Geológico de Angola, Américo da Mata, à margem de um seminário consagrado às rochas ornamentais e que contou com a presença do Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos Diamantino Azevedo.

No dia em que se celebrou o “Dia Nacional do Trabalhador Mineiro”, Diamantino Azevedo assegurou que o Governo está empenhado em dar um novo “élan” ao sector mineiro por forma a afiançar um desenvolvimento sustentado da exploração das riquezas naturais do país.

O Director Técnico do Instituto Geológico de Angola, Américo da Mata sublinhou que o principal desafio neste momento é garantir a transformação das reservas de rochas ornamentais em riqueza, com o propósito de se potenciar a diversificação das receitas e desta forma se viabilizar o desenvolvimento económico e social.

Até 2022, o Governo pretende duplicar a extração e tratamento de rochas ornamentais.

 

 

image_pdf