A Organização de Estados de África, Caraibas e Pacifico celebrou ontem o seu primeiro aniversário de transformação de grupo de paises para Organização de Estados OEACP

A Organização de Estados de África, Caraibas e Pacifico celebrou ontem o seu primeiro aniversário de transformação de grupo de paises para Organização de Estados OEACP

A cerimonia que decorreu em formato virtual apartir da sede da Organização em Bruxelas, Bélgica , contou com a participação do presidente em exercicio da Organização sua Excelência Uhuru Kenyatta, o SG da OEACP, Representantes permamentes (Embaixadores ) e convidados.

Angola esteve Representada pelo Sr. Embaixador Mário de Azevedo Constantino.

Durante a sua alocução apartir de Nairobi a capital do Quenia sua  Excelência, Presidente Uhuru Kenyatta pediu mais acordos comerciais e de investimento entre os países membros da Organização dos Estados da África, do Caribe e do Pacífico (OACPS).

O Chefe de estado queniano, que é o actual presidente em exercício da Cúpula de chefes de estado e de governo da organização de 79 membros, afirmou que com uma população combinada de mais de 1,1 bilhão de pessoas e um Produto Interno Bruto (PIB) de cerca de US $ 3,2 trilhões, a transição de ACP para OACPS apresenta enormes oportunidades de comércio e investimentos intra-OACPS; e a obtenção de maior prosperidade compartilhada para todo o nosso povo.

Uhuru Kenyatta que discursava na cerimonia de abertura de, comemoração do primeiro aniversário do Acordo de Georgetown revisto delineou a sua visão para a instituição multilateral, afirmando que prevê uma OACPS  unida e progressiva que apoie a transformação estrutural para promover a industrialização, diversificação de nossas economias e um aumento na agregação de valor dos nossos produtos primários.

De acordo com o Presidente, Uhuru Kenyatta a OACPS precisa alavancar os seus sucessos anteriores, como os acordos de parceria econômica (EPAs) existentes para se tornar um “actor mais influente na arena econômica global”.

O Presidente Uhuru Kenyatta referiu- se tambem sobre o impacto da Covid-19 nos países da OACPS, dizendo que os estados membros precisam “usar a criatividade e a inovação para se recuperar juntos e reconstruir melhor.

Para o presidente Uhuru Kenyatta, a pandemia de Covid-19 devastou os sistemas de saúde e econômicos os meios de subsistência foram destruídos, levando centenas de milhões de pessoas ao desemprego e à pobreza.

Em relação ao financiamento, o presidente Kenyatta disse que a Organização precisar usar as várias plataformas multilaterais para mobilizar recursos para o desenvolvimento. Nesse contexto, saudou as medidas de alívio da dívida, que criaram o espaço fiscal necessário para reduzir os efeitos negativos da pandemia.

O Presidente saudou a conclusão de um novo acordo entre a OACPS e a União Europeia (UE), afirmando que o pacto será rubricado no final deste mês.

O Presidente queniano agradeceu à OACPS por apoiar a candidatura bem-sucedida do Quênia ao assento não permanente do Conselho de Segurança da ONU e garantiu que o Quênia articulará a agenda do bloco durante o seu mandato.
Por outro no seu discurso  sobre o estado da organização, o secretário-geral da OACPS, Georges Rebelo Pinto Chikoti, afirmou o compromisso da organização com o multilateralismo, dizendo que continuará a ser uma forte defensora da solidariedade global.

Georges Chikoti  disse que o Secretariado da OACPS apóia totalmente a plataforma de compartilhamento de vacinas COVAX Covid-19, acrescentando que a organização em breve lançará um plano estratégico de cinco anos, 2021 a 2025, para incorporar as disposições do Acordo de Georgetown revisto como o novo acordo OACPS-UE.

Paralelamente ao plano estratégico, o Secretário-Geral disse que o Secretariado da OACPS esta a trabalhar numa estratégia de comunicação para ajudar a reposicionar a organização entre suas partes interessadas internas e externas.

Entretanto que o Secretariado da Organização dos Estados da África, Caraíbas e Pacífico (OEACP) informou ontem que o Comité de Gestão do Fundo Fiduciário de Dotação ACP ASBL (Associação) aprovou, durante a Assembleia Geral ordinaria de seus membros, em 26 de Fevereiro de 2021, a nova Diretoria da Associação. A mesma ė composta por oito (8) membros onde estão incluindo representantes das cinco regiões.

Pela região Austral a Zâmbia ficou como membro do conselho de admnistração. Angola, Botswana, Reino do Eswatini, fazem parte  da assembleia geral da Organização do Fundo Fudiciário de dotação.

Recordo entretanto que a República de Angola deverá assumir em  Julho/ Agosto a (Presidencia) do Comite de Embaixadores e do conselho de Ministros da Organizacao de Estados de Africa, Caraibas e Pacifico por um periodo de seis meses e acolherá a 10ª  cimeira da OEACP em 2022 conforme decisão adoptada pela 9ª  Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da organização.

image_pdf

Share this post